Dia do Índio é comemorado com tarde cultural protagonizada pela Aldeia urbana Marçal de Souza

O Dia do Índio foi comemorado na tarde desta terça-feira, 18/4, com uma boa dose de cultura e diversão no pátio do IEMS, onde crianças e professoras se encantaram e aprenderam um pouco da arte e do dia a dia indígenas com representantes da aldeia urbana Marçal de Souza, localizada no bairro Tiradentes, em Campo Grande.
A líder da aldeia, Maria Auxiliadora Bezerra, e um casal de crianças, seu filho Kauê Bezerra (10 anos) e sua sobrinha Gabriela Metelo Silva (8 anos), apresentaram danças, músicas e objetos típicos de algumas etnias.
As crianças do IEMS cantaram e dançaram junto com os visitantes a "dança da chuva" e do "formigueiro", sempre ao som de instrumentos como maraca (ou maracá), chocalho feito de cabaça (ou porunga), fruto comum em áreas ribeirinhas, indígenas e quilombolas do Brasil, e tambor, à base de madeira e couro. Ainda puderam ver objetos de cerâmica, como vaso cadiéu e pote terena, leque feito de palha de coqueiro, arco adornado com tecido e pena, e colares femininos e masculinos. Maria Auxiliadora explicou que os colares femininos são feitos apenas de sementes nativas, enquanto os masculinos, de sementes e dentes de animais.
Todas as crianças, do berçário ao Nível III, junto com as respectivas professoras, prestigiaram esta tarde que muito acrescentou ao conhecimento, especialmente das de 2 e 3 anos de idade. “Esta é uma oportunidade para que nosso público tenha contato com os povos nativos, hoje tão próximos dos moradores dos grandes centros, até mesmo inseridos na comunidade urbana, mas com sua cultura muitas vezes desconhecida para a ampla maioria”, disse a coordenadora pedagógica, Vera Lúcia Sandri.