MARISA SERRANO APRESENTA PANORAMA SOBRE A EDUCAÇÃO INFANTIL EM MS

No período vespertino do segundo dia do 28º Encontro Estadual da OMEP/BR/MS, a professora Marisa Serrano ministrou uma palestra sobre os últimos levantamentos, estudos e indicadores da educação infantil em Mato Grosso do Sul. Os resultados mostram que o estado está caminhado para a melhoria educacional, mas também revelaram situações preocupantes em escolas e creches, mostrando que o sistema de ensino ainda precisa ser corrigido.

Os levantamentos apresentados foram baseados na “Radiografia de dados escolares – estudo e indicadores da educação”, que reúne indicadores da educação básica, de maneira estruturada, obtidos em fontes oficiais. São dados sobre matrículas e escolas, infraestrutura e monitoramento das metas 1, 2, 7, 9, 15 e 18 do Plano Nacional de Educação (PNE).

Inicialmente, a professora e conselheira do Tribunal de Contas Marisa Serrano destacou a importância das auditorias concomitantes realizadas na educação infantil em 2017. “Foram feitas observando cada município, assim como o gasto das prefeituras em educação e como estão as nossas escolas, a satisfação da sociedade, dos alunos e dos professores. Isso vai dar ao Tribunal de Contas não só a possibilidade de analisar os valores, mas a efetividade desses gastos. Não é só gastar o dinheiro, é utilizar bem o dinheiro público”, explicou.

De acordo com o levantamento, algumas prefeituras ainda não cumpriam nem 50% do estabelecido para as creches. Segundo a professora, para reverter esse quadro, é necessário vontade não só dos políticos, mas também mobilização popular. “Essas metas deveriam ser cumpridas em 2016, mas vão demorar um pouco porque há muitas crianças fora das instituições de ensino no estado. Só que esse acompanhamento é a sociedade que tem que fazer

Também falou da situação de algumas escolas de educação infantil. “Não é admissível que nossas crianças possam conviver num ambiente sem a mínima condição de segurança e cuidados”, alertou. “Os pontos urgentes a se destacar são de duas prefeituras com 100% das crianças fora de creche. Descobrimos que esses dois municípios não possuem espaço físico para o estabelecimento educativo. Existem também prefeituras com um número muito grande de crianças fora da pré-escola”, completou.

Para finalizar, a professora ressaltou a importância de eventos, como o 28º Encontro Estadual da OMEP/BR/MS, para contribuir com a educação infantil em Mato Grosso do Sul. “Este é o momento para o professor se preparar, saber das novidades na educação, aprender técnicas e melhorar seu trabalho com as crianças. A OMEP/BR/MS tem feito sistematicamente esse tipo de formação continuada”, concluiu.

A tarde também contou com uma apresentação teatral do grupo Giga Palcos, de Nova Alvorada do Sul, misturando humor, música e críticas sociais, e uma dinâmica com o ator, diretor e arte-educador Luiz Rosa.

Assista: http://www.omepms.org.br/encontro/